Sabe quais são as maiores cachoeiras do Brasil? Conheça aqui

O Brasil possui a maior reserva de água doce do planeta, com extensas e diversificadas redes fluviais, provenientes principalmente da vazão das águas de outros países e das chuvas. São 12 regiões hidrográficas existentes no Brasil, chamados de Bacia, e a Amazônica é a maior bacia hidrográfica do mundo, com 7.050.000 km², sendo que 3.904.392,8 km² estão em terras brasileiras. Com tanta água em nosso país, certamente a quantidade de cachoeiras é absurdamente infinita.

Bacia Amazônica (Fonte: Conhecimento Científico)

A seguir, veja quais são os tipos de cachoeiras existentes e quais são as maiores cachoeiras do Brasil.

Trilhas & Viagens em Botucatu
Trilhas & Viagens em Ibitipoca


TIPOS DE QUEDAS D’ÁGUA OU CACHOEIRAS

A queda d’água ou cachoeira é formada quando um curso de água corre por cima de composição resistente à erosão, formando degraus com desnível acentuado, normalmente devido à forças externas, como deslizamentos de terra ou mudanças no nível do mar no caso do Brasil. Eis os tipos existentes:


CASCATA

(Fonte: TripAdvsor)

Em sentido vertical, sua queda ocorre desde uma massa de inclinação regular e a água desliza sobre uma série de declives acidentados; Do italiano, “cascata” = queda.


SALTO

(Fonte: Curta Mais)


Sua queda tem o formato de um esguicho, em queda ininterrupta e de grande altura; a água cai verticalmente, perdendo a maioria ou todo o contato com a rocha.


CATARATA

Cataratas do Iguaçu (Fonte: Istock)

Sua queda tem forma de cortina e é de grande caudal. Sua principal característica é o grande volume de água. Palavra que descende, por meio do latim, do grego katarrháktes, “o que se precipita, que se atira para baixo”.


CORREDEIRA

(Fonte: TripAdvsor)

Parte de um córrego onde a corrente tem velocidade moderada e sua superfície é quebrada por rochas e detritos, formando uma “água branca”. (*)


CORTINA

Cachoeira do Lageado Grande, Itararé (Fonte: as Estradas do Planeta)

Caracterizada pela formação de uma parede contínua de água, onde a altura é maior que a largura. (*)


RABO DE CAVALO

(Fonte: Férias Brasil)

Caracterizada pelo contato constante ou semi-constante que a água mantém com a rocha enquanto ela cai. (*)
(*) Fonte: classificação das cachoeiras postada pelo Projeto Cachoeiras Gigantes


Quais são as maiores cachoeiras do Brasil?


No Brasil, não existe nenhum levantamento ou catálogo feito sobre as maiores cachoeiras feito por órgão estatal. O “Projeto Cachoeiras Gigantes – Mapear e medir para preservar” é uma organização não-governamental (ONG) criada justamente para mapear e medir as maiores cachoeiras do Brasil, de acordo com critérios internacionais de classificação, publicando assim, o resultado em forma de um livro-guia, com atlas geo-fotográfico. Leomar Teichmann é o idealizador deste projeto que tem a intenção de catalogar todas as cachoeiras do território brasileiro com mais de 100m de altura.


RANKING DAS CACHOEIRAS MAIS ALTAS DO BRASIL (Segundo o Projeto Cachoeiras Gigantes, atualizado em dezembro, 2020)


1. Cachoeira da Neblina, 450m, Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Rj

Cachoeira da Neblina (Fonte: Pt.Wikipedia Foto: Leomar Teichmann)


Medida em uma expedição de canionismo científico (2018), liderada por Marcio Bortolusso e Fernanda Lupo, após longa tratativa com o ICMBio e o Parque Nacional.


2. Nascente Norte do Rio Cotingo, 375m, Monte Roraima, RR
3. Nascente Sul do Rio Cotingo, 365m, Monte Roraima, RR

A segunda e terceira maiores cachoeiras têm medições recentes e ambas estão no Monte Roraima. Fotos ainda são raras.


4. Cachoeira do El Dorado, 353m, Parque Estadual Serra do Aracá, Amazonas; Também conhecida como Cachoeira do Pai Nosso.

Cachoeira El Dourado (Fonte: WikiParques)

5. Cachoeira da Fumaça, 340m, Parque Nacional da Chapada Diamantina, BA

Cachoeira da Fumaça (Fonte: Jornal da Chapada)

6. Cachoeira da Boa Vista, 310m, Cânion Boa Vista, RS e SC; Sua medição ocorreu pelo Projeto Cachoeiras Gigantes em 12 de junho de 2016.

Boa Vista (Fonte: Pt.Wikipedia)

7. Cascata do Risco Verde, 296m, São Francisco de Paula, RS; Medição feita pelo Projeto Cachoeiras Gigantes em 28 de maio de 2016.

Risco Verde (Fonte: Viagens e Caminhos Foto: Leomar Teichmann / Rafael Sgari )

8. Cachoeira Véu de Noiva, 289m, Cânion Itambezinho, RS e SC; Medição feita pelo Projeto Cachoeiras Gigantes em 26 de fevereiro de 2016.

Véu da Noiva (Fonte: Pt.Wikipedia)

9. Cachoeira do Bel, 280m, Monte Alegre, BA; Medição realizada pelo canionista Ronald Fernandes em 2018.

Cachoeira do Bel (Fonte: Viagens e Caminhos Foto: reprodução vídeo – https://www.youtube.com/watch?v=oDnnmFE6Re4)


10. Cachoeira do Tabuleiro, 273m, Parque Estadual Serra do Intendente, Conceição de Mato Dentro,

Cachoeira do Tabuleiro (Fonte: Panrotas Divulgação Setur, MG)


11. Cachoeirão, 270m, Chapada Diamantina, BA

Cachoeirão (Fonte: Ecodebate)


12. Cascata Água Branca, 259m, Maquiné, RS; Medição feita pelo Projeto Cachoeiras Gigantes em 28 de maio de 2016.

(Fonte: Projeto Cachoeiras Gigantes)

Demais cachoeiras do Projeto Cachoeiras Gigantes, seguindo a ordem decrescente de altura:

  • Cachoeira do Rio Seco, 257m, Cânion da Boa Vista, RS e SC; Medição feita pelo Projeto Cachoeiras Gigantes em 12 de junho de 2016
  • Cachoeira do Jatobá, 248m, Vila Bela da Santíssima Trindade, MT
  • Cachoeira Amola Faca, 241m, Cânion Amola Faca, RS e SC; Medição feita pelo Projeto Cachoeiras Gigantes em 12 de junho de 2016
  • Cachoeira da Fortaleza, 235m, Cânion Fortaleza, RS e SC
  • Cachoeira Encantada, 230m, Itaité, BA
  • Cachoeira da Raposa Maior, 225m, Ibicoara, BA
  • Cachoeira do Rio dos Bugres, 218m, Urubici, SC
  • Cachoeira do Cavalo Baio, 215m, Baependi, MG
  • Fumacinha, 210m, Ibicoara, BA
  • Cachoeira do Serradão, 202m, São Roque de Minas, MG
  • Cachoeira do Desabamento, 200m, Barcelos, AM
  • Cachoeira da Serrinha, 200m, Maquiné, RS
  • Cachoeira do Peixe Tolo, 200m, Conceição do Mato Dentro, MG
  • Cachoeira do Bananal, 200m, Bananal, MG
  • Cachoeira do Tigre Preto, 200m, Cânion Fortaleza, RS e SC


Algumas outras cachoeiras que valem ser mencionadas e visitadas, seguindo a ordem decrescente de altura:

  • Cachoeira do Morro Redondo, 200m, MG
  • Cachoeira da Ponte de Pedra, 200m, Tibagi, PR
  • Salto São Francisco, 196m, Prudentópolis, PR
  • Cachoeira Casca D’Anta, 186m, Serra da Canastra, MG
  • Cachoeira do Label, 185m, São João D’Aliança, GO
  • Cachoeira Água Branca, 180m, Ubatuba, SP
  • Cachoeira das Andorinhas, 170m, Cânion do Itambezinho, RS e SC
  • Cascata Três Marias, 170m, Três Forquilhas, RS
  • Cachoeira Rabo de Cavalo, 170m, Conceição do Mato Dentro, MG
  • Salto do Itiquira, 168m, Parque Municipal de Itiquira, Formosa, GO


Gostou das informações contidas neste post? Conhece alguma destas cachoeiras? Deixe seus registros na parte de comentários, pois queremos saber!

Acompanhe também a agenda no site Trilhas & Viagens, com muitas opções de cachoeiras para conhecer!

Salto São Francisco – Prudentópolis – PR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Menu

× Atendimento Online