Turismo e a Pandemia

Turismo Pandemia
Turismo Pandemia

Desde a declaração pela Organização Mundial de Saúde de que a Covid-19 era uma pandemia, países em todo o mundo implementaram medidas de isolamento e fecharam suas fronteiras, abalando a estrutura social e trabalhista no mundo inteiro: novos cenários surgiram, assim como adaptações e modificações. Um dos setores bastante afetado foi o setor turístico, e somente após meses de crise, vemos uma chance de retomada.

De acordo com os dados de 2019 do WTTC (World Travel & Tourism Concil – Conselho Mundial de Viagens e Turismo), o setor foi responsável por 10,3% do PIB global e sustentou mais de 330 milhões de pessoas, ultrapassando o crescimento da economia global pelo nono ano consecutivo.

Governos estão tomando ações para minimizar os impactos da pandemia no turismo, incluindo flexibilização das restrições de viagens, proteção aos trabalhadores e introdução de protocolos de saúde, segundo a edição da Revista Panrotas de outubro deste ano.

Buscando auxiliar a retomada segura das atividades turísticas no Brasil, o Ministério do Turismo lançou a iniciativa do Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro, que já atingiu 24 mil empreendimentos e guias de turismo, mostrando a preocupação e comprometimento dos serviços turísticos em se adequar à nova realidade em que o mundo se encontra.

Outra mudança no setor, são as coberturas do seguro-viagem, que agora passam a ter opção de cobertura adicional para a Covid-19.

As principais tendências detectadas em um estudo da WTTC, em parceria com a Oliver Wyman, com as principais perspectivas do setor de Viagens e Turismo pós-pandemia são:

a evolução da demanda, com predominância dos destinos nacionais e de natureza; a saúde e higiene, fatores fundamentais para recuperar a confiança dos viajantes; a inovação e digitalização, incluindo a adoção de tecnologias sem contato para viagens seguras; e sustentabilidade nos âmbitos social, ambiental e institucional.

Com a adoção do trabalho remoto por maior contingente de pessoas, deve aumentar a tendência de misturar viagem de trabalho (business) e de lazer (pleasure).

Pandemia

Definir padrões de saúde e de segurança tornou-se essencial para o viajante. A consciência deste sobre boas práticas de saúde e higiene cresceu e continua crescendo, influenciando assim suas escolhas e expectativas.

A crise mundial instalada pela quarentena deixou claro que é possível viver de forma mais simples, fazendo escolhas mais sustentáveis: mudou-se a percepção sobre nós mesmos e o meio ambiente. E isso é um grande reflexo na área de turismo. Torna-se muito mais comum a busca por viagens de autoconhecimento, como imersões, e vivências em ambientes mais isolados, em meio à natureza.

Turismo Pandemia

Bobliografia:

https://www.gov.br/pt-br/noticias/viagens-e-turismo/ultimas-noticias-turismo

https://www.skyscanner.com.br/noticias/turismo-pos-pandemia-tendencias-de-viagem

https://www.panrotas.com.br/mercado/pesquisas-e-estatisticas/2020/10/o-futuro-do-turismo-pos-pandemia-veja-principais-tendencias_177383.html

https://www.guiadacarreira.com.br/carreira/choque-geracoes-evolucao-geracao-y-z/

https://viagemeturismo.abril.com.br/materias/seis-tendencias-no-turismo-depois-do-coronavirus/

Menu

× Como posso te ajudar?