Travessia Alpha Crucis

Travessia Alpha Crusis (Fonte: AventureBox)

A Travessia Alpha Crucis abrange os principais blocos montanhosos do Paraná: Serra do Ibitiraquire, Serra da Farinha Seca e a Serra do Marumbi. Trata-se de uma travessia de nível bastante difícil, pois localiza-se na Serra do Mar paranaense (mais calor e umidade), densa vegetação (quiçaça: mata rasteira cheia de espinhos, caraguatás, muito bambu e cipós) e fauna rica típica, incluindo muitos insetos, aracnídeos entre outros.

Travessia da Farinha Seca Real - AltaMontanha
Vegetação típica da região, com quiçaça, plantas com espinhos, cipós (Fonte: Alta Montanha)

Em 1997, o montanhista Oséas Gonçalves Araújo (Black) perdeu a vida em um cânion na região, ao tentar, sozinho,  fazer o reconhecimento do trecho em um final de semana chuvoso (Leia mais detalhes no link “o Mistério da Balança”, post do Alta Montanha, ao final).

Maior travessia entre montanhas no Brasil é realizada - AltaMontanha
(Fonte: Alta Montanha)

Os pioneiros a realizarem a travessia Alpha Crucis foram Elcio Douglas Ferreira e Jurandir Constantino, uma travessia entre montanhas bastante difícil, com 44 cumes e 100 km de trilhas na Serra do Mar Paranaense, juntando as travessias Serra do Ibitiraquire, Farinha Seca e Alpha Ômega ou Serra do Marumbi. Hoje, atualizada para Alpha Crucis Express, acrescentou-se mais 4 cumes e 5 km de trilha ao original. O próprio pioneiro Elcio define como a “travessia mais insana e desumana”, a mais difícil feita por ele.

Élcio Douglas Ferreira (Fonte: Alta Montanha)

Foto aérea de André Bonacin, editada por Thiago Korb, com a identificação de locais do principal trecho paranaense. (fonte jws.com.br)

Serras e seus cumes

Serra do Ibitiraquire (27): Guaricana, Ferreiro, Ferraria, Taipabuçu, Caratuva, Pico Paraná, Tupipiá, União, Ibitirati, Camelos, Itapiroca, Taquaripoca, Cerro Verde, Tucum, Camapuã, Camacuã, Pico Luar, Siri, Baixo Siri, Ciririca, Colina Verde, Agudo da Lontra, Agudo da Cotia, Agudo da Cuíca, Cotoxós, Arapongas, Tangará.

Pico Paraná – Wikipédia, a enciclopédia livre
Pico do Paraná, ponto culminante do Estado (Fonte: Wikipedia)

Serra do Marumbi (22): Rochedinho, Abrolhos, Esfinge, Ponta do Tigre, Gigante, Olimpo, Boa Vista, Leão, Ângelo, Bandeirantes, Pelado, Espinhento, Alvorada 2, Alvorada 3, Alvorada 4, Mesa, Sem Nome, Carvalho, Ferradura, Torre Amarela, Torre do Vigia, Morro do Canal.

Conjunto Marumbi – Wikipédia, a enciclopédia livre
Conjunto Marumbi (Fonte: Wikipedia)

Serra da Farinha Seca (12): Mãe Catira, Morro do Sete, Polegar, Casfrei, Esporão do Vita, Tapapuí, Farinha Seca, Morro dos Macacos, Mojuel, Jurapê Açu, Jurapê Mirim, Morro da Balança.

Blog do Pedro Hauck: Morro do Sete – Serra da Farinha Seca
Morro do Sete, um dos cumes da Serra da Farinha Seca (Fonte: pedrohauck.net)

Em 2017, a travessia foi feita por Leandro Cechinel, Lucas Feltrin e Cleverson Souza em 12 dias, com trajeto de 115 km e 55 cumes e gerou participação no prêmio Mosquetão de Ouro em 2018 (Vide link http://www.rionasmontanhas.com/rnm-2018/mosquetao-de-ouro-2018/).

Trio, Leandro Cechinel, Cleverson Souza e Lucas Feltrin, que realizou a Travessia Alpha Crucis em 2017 (Fonte: riosnamontanha.com)

Em 2018 Paulo Taqueda e Israel Silva, que na primeira tentativa não conseguiram participar, realizaram a travessia. E em julho deste mesmo ano, outro grupo realizou a travessia, incluindo a primeira mulher.

Israel Silva e Paulo Taqueda (Fonte: Alta Montanha)

Em 2019 mais um grupo realizou a travessia em 10 dias, percorrendo 61 cumes.

Interessante observar que em todas as travessias Alpha Crucis realizadas, os grupos escondiam alimentos em pontos estratégicos para reabastecimento no caminho.

Picos que compõe a paisagem da Serra do Mar, no Litoral do Paraná (foto:  Denis Ferreira Netto | Parana, Parque estadual, Morretes pr
Foto Denis Pereira Netto (Fonte: Pinterest)

Gostou e quer encarar o desafio? Se prepare fisicamente e emocionalmente, porque esta travessia vai exigir de você todo e o máximo dos seus esforços! E o mais importante: se for realizá-la, tenha muito conhecimento sobre navegação, estude bastante sobre o local e suas características, ou faça a travessia com pessoas muito experientes!

Excelente travessia e bom perrengue!!

Bibliografia e links interessantes:

http://penatrilhacuritiba.blogspot.com/2012/10/travessia-alfa-crucis-uma-conquista.html

http://www.pedrohauck.net/2012/07/realizada-alfa-crucis-maior-e-mais.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pico_Paran%C3%A1

http://www.guiageo-parana.com/ecoturismo/serra-mar.htm

https://aventurebox.com/anderson-luiz/travessia-alpha-crucis-61-cumes/report

https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/travessia-da-farinha-seca-alpha-crucis-ou-alfa-crucis-trecho-2-41612999

https://esportes.r7.com/mais-esportes/blog-de-escalada/travessia-alpha-crucis-atravessando-as-serras-do-ibitiraquire-farinha-seca-e-marumbi-15052018

https://www.mochileiros.com/topic/12125-do-m%C3%A3e-catira-ao-farinha-seca-a-p%C3%A9/

http://novo.puromontanhismo.com.br/

http://www.montanhistasdecristo.com.br/andar/and27.htm

http://perfildaplanta.blogspot.com/2010/07/o-preterido-litoral-do-pr.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Conjunto_Marumbi

Menu

× Como posso te ajudar?